Lutando contra os santos

    Temos muitas pessoas saudosistas nas igrejas, vivendo de uma vaga lembrança do que já fizeram no passado, sempre lembrando o que passou e emitindo frases do tipo: “a como era bom aquela época, naquele tempo é que era bom, no meu tempo as coisas não eram assim”.

    No livro de Tiago no capitulo primeiro, ele nos ensina que se formos ouvintes da palavra de Deus e não a praticarmos, nós seremos como alguém que vai ate um espelho se vê ali e logo se afasta e então fica apenas com as lembranças de como é o rosto e por ser apenas um contemplador de como era seu rosto, ficara quase sempre, se remetendo ao que foi um dia bom e não sabe aproveitar as novas oportunidades, pois é apenas um ouvinte e não um praticante.

    A prática nos leva a excelência, nos torna expert no que fazemos, quando habitualmente fazemos algo; Quando fazemos algo na obra de Deus é um tempo muito bom, mas quando deixamos de praticar o que fazíamos e passamos apenas a ouvir os testemunhos dos outros, nos tornamos saudosistas e com isso incorremos o risco de dizer que “no meu tempo é que era bom”.

    Quando eu falo que o tempo que passou é o que foi bom, automaticamente eu estou dizendo que agora está tudo ruim, que da forma que está sendo feita agora, não é boa, está sendo feita da forma errada. Não é por que está sendo feito de outra forma, que necessariamente está se fazendo errado, podemos fazer certo tipo de coisa com formas diferentes, mas com objetivos semelhantes.

    Quando eu deixo de praticar o que Deus mandou fazer, eu vou me tornar apenas critico da obra de Deus e vou quase sempre puxar outras pessoas comigo para baixo, não serei o incentivador de novos projetos, de novas ações, pois fico tentando lembrar de como era minha aparência no espelho, mas o tempo me trouxe rugas que eu não pude reconhecer, devido a ter parado de me ver no espelho, isto é, o tempo mudou e eu não acompanhei essas mudanças devido a falta da pratica do evangelho.

    O evangelho não mudou e não vai mudar, mas a maneira como falar do evangelho pode sim com certeza ser mudado, o conteúdo é o mesmo, só se mudou a forma.

    Trazer novas ações para dentro da igreja, montar novas estratégias para alcançar seu objetivo dentro do Reino de Deus, acredito que seja dom de Deus para quem exercita seus dons na igreja.

    Sempre iremos encontra no caminho seja na igreja, seja na missão, pessoas que serão contra o novo que Deus está nos direcionando, com visões antigas, com experiências passadas, mas com zero de pratica atual do evangelho e essas palavras muitas vezes podem nos desmotivar a continuar, pode nos desencorajar a implantar o novo, devido a ouvir a voz da experiência.

    Creio que devemos respeitar os mais velhos, mas devemos submissão a Deus e a Ele devemos apresentar nosso novo projeto e buscar conselhos em Deus para continuar trabalhando na obra dEle; Temos que ter cuidado em saber quem está sendo nossa figura de autoridade espiritual, nosso conselheiro espiritual; não é porque uma pessoa tem experiências, que necessariamente o que ela diz será a melhor forma para se fazer.

    A voz da experiência já desencorajou muitas pessoas e já tentou desencorajar outras tantas que não deram ouvidos e que por isso foram taxados como rebeldes e eu me lembro de Loren cunningham fundador da Jocum (Jovens com uma Missão), uma agencia missionaria que está em todos os continentes desse mundo e tem frentes de trabalho em quase todos os países.

    Loren teve uma visão do novo ministério de evangelismo e missão e foi compartilhar com o seu pastor a época, muito experiente, creio eu, e o mesmo desencorajou-o a deixar essa visão de lado e não continuar com isso que era apenas sonho, mas como Loren tinha a certeza de Deus em seu coração e não ouviu a voz da experiência e deu continuidade ao sonho e hoje temos a Jocum quase no mundo todo, a mais de 50 anos.

    Eu passei por desencorajamento em algumas igrejas que participei, mas um evento em especial me marcou, pois eu era novo convertido e com muita vontade de falar de Jesus para as pessoas e nessa época, tive uma ideia de ir para a praça da cidade, falar de Jesus, montando um palanque, levando os instrumentos da igreja e fazendo ali um festival de musica juntamente com a igreja e nisso falaríamos do amor de Deus, que na ocasião me ardia muito essa vontade de falar e como servo, fui submeter essa minha ideia ao experiente pastor da igreja e o mesmo me veio com um balde de água fria, dizendo que era melhor eu apenas pegar uma caixa de som e um violão e ir para a praça, que com certeza também seria eficiente.

    Aquilo para mim foi tão desencorajador que fiquei sem compreender o pastor por algum tempo, mas como eu era novo na fé e também novo em idade, acabei deixando de lado, mesmo sem entender e graças a Deus não desisti da fé.

    Por conta disso e de outras coisas que já passei, hoje não consigo ficar calado diante do experiente, não consigo retroceder ao que Deus me manda fazer apenas por que uma pessoa, que um dia já fez algo de bom e hoje tem inúmeras desculpas para não mais fazer, vem me desencorajar, vem me criticar dizendo que não vai dar certo; hoje eu tenho autoridade em Deus para repreender esse satanás da preguiça e continuar a minha caminhada.

    Viver o novo de Deus requer não apenas enfrentar os novos desafios, mas também enfrentar os velhos, literalmente, da fé, os experientes, mas se temos convicção do chamado de Deus, vale a penas continuar e não se render a saudosistas e contempladores.
Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Tiago 1-22
Joberson Lopes Recife 11 de fevereiro de 2013.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s