O Mesário que ofendeu Lewandowski


Eu apenas deixei que a má influência dos jornalistas causasse sobre mim a ação que gerou tal fato.”
Essa é uma frase de um mesário, em uma carta onde pede desculpas por ter ofendido o Ministro Ricardo Lewandowski, quando o mesmo estava votando em prefeito no segundo turno em São Paulo.*
Eu li a matéria, e entendi o arrependimento e o pedido de desculpas do mesário, mas o que eu não compreendi, foi o fato de ele não assumir o que estava pensando e o que fez, colocando culpa nos jornalistas, pois ele disse ter “sido influenciado” pelos jornalistas a falar o que ele falou.
(ele perguntou ao Ministro se Ele já teria dado um abraça em Jose Dirceu)
Nessa historia vejo como sempre temos uma desculpa para nossas ações e condutas, temos sempre um culpado que não seja nós mesmos, quase nunca temos coragem suficiente para admitir o que fazemos, pensamos ou dizemos.
Algumas pessoas que conheço, vive quase sempre uma vida meio original, (pra não dizer falsa) por que não quer expressar o que pensa, quer sempre fazer media com todos, está sempre agradando aos outros, mesmo que isso faça com ele não se sinta confortável.
Outro dia uma amiga me convidou para jantar em sua casa e me perguntou se eu queria comer Taco (comida mexicana) e eu disse que qualquer coisa menos isso, porque eu tinha passado quase três meses comendo taco, então não queria repetir a dose.  Sei que ela entendeu porque eu recusei o prato proposto, devido a ser minha amiga, apesar de sentir uma pequena frustração da parte dela por essa minha ação. (talvez ela tivesse muito a fim de comer taco rsrs)
Muitas vezes as pessoas estão comendo o que não gostam, estou vivendo como não podem, estão sendo quem não é para pode agradar a todos.
As nossas frustrações reclinam muitas vezes em não viver o que somos, em não assumir as posturas que tomamos, em ter medo de não agradar a todos.  Sempre ouvimos na rua um adágio popular que diz: “Nem Jesus agradou a todos”
Mas no fundo essa liberdade de dizer isso para o nosso amigo, é apenas pelas costas dele, quando ele não esta presente, pois não temos coragem de ser quem somos sem estar com raiva, porque quando estamos em meio a uma briga, falamos ate o que não devíamos, mas falar sem o coração cheio de magoas é quase impossível.
Eu acho que temos que aprender um pouco com a cultura Norte America, na forma de expressar o que se pensa; Dizer o que pensa e isso sem ressentimentos, apenas por está falando o que realmente queria dizer, fugindo das desculpas que nós gostamos de dar.
Nós sempre criamos uma desculpa para uma ação que não queremos fazer ou dizer, para poder se sair da situação bem e eu acho que isso não é a melhor forma de agirmos, ainda mais quem se diz cristão, seguidor do Cristo honesto.
Se você não quer emprestar o cheque para seu amigo, diga direto, não fique criando historias mirabolantes, ou mesmo não quer fazer um trabalho na igreja, ou assumir uma responsabilidade no seu serviço, fale!
Eu acredito que o melhor a fazer é dizer suas razoes objetivas, ainda que isso vá frustrar essa pessoa, mas a culpa não é sua, pois quem criou a expectativa é que seja o responsável por ela. Por que seu amigo criou expectativas erradas e se frustrou, você não é culpado disso e nem tem obrigação de ser soluções para a vida das pessoas, você não tem obrigação de suprir as expectativas dos seus amigos.
Eu estou escrevendo para mim mesmo, eu também sou brasileiro e volta e meia eu quero agradar a todos, mas estou tentando ser coerente em minhas atitudes para com meus amigos e para comigo mesmo.
Essa é uma reflexão que fazemos sobre nossas amizades, pois é muito fácil ser direto e seco com o mendigo na rua, o vigia de carro, o vendedor ambulante que nos perturba quando estamos no happy hour ou para qualquer outro desconhecido.
As amizades verdadeiras não se acabam com verdades ditas, mas sim com mentiras ocultas, travestidas de boas intenções; se um dia alguma amizade se acabar, tenha certeza que não era verdadeira.
Joberson Lopes Brasília 30 de outubro de 2012.
(*) http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/julgamento-do-mensalao/noticias/0,,OI6265143-EI20760,00-Mesario+que+mandou+revisor+abracar+Dirceu+pede+perdao.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s