Frisbee ou Bumerangue?

fress

Bumerangue e o frisbee são objetos de lançamento com objetivos distintos, um para poder voltar para quem o lançou (bumerangue) e o outro não tem a finalidade de retornar sozinho, mas apenas de ida (frisbee).

Ontem eu recebi um “frisbee” que “lancei” há uns anos atrás e hoje estava lembrando-me dele depois de rever uma pessoa a qual lancei esse “frisbee”.

Muitas vezes lançamos bumerangues e frisbees na vida sem  percebermos que estamos fazendo isso. Naturalmente estamos falando de forma figurada e usando a analogia desses dois objetos, que me parece únicos na sua forma de brincar e com seus formatos e propósitos específicos. Em uma análise, às vezes parece que somos profissionais em laçarmos ou um ou o outro ou mesmo os dois.

Eu recebi uma oferta financeira especial para poder fazer um curso de inglês e esse ato me fez lembrar que há anos atrás eu também ofertei financeiramente na vida de uma pessoa para ela poder estudar inglês em outro país. A quantia é o menos importante, mas o ato de “lançar” é que foi impactante na minha e na vida dessa pessoa que recebeu .

Falo que lancei, e agora recebi um frisbee, porque entendo que o lançamento de um frisbee não tem o objetivo de recebê-lo de volta como no caso do bumerangue. Quando eu ofertei esse dinheiro para alguém estudar inglês, eu não tinha a menor intenção de receber nada de volta, ate mesmo porque não me interessava aprender idioma algum. Mas hoje, quando revi essa pessoa, Deus me trouxe à memória aquele “lançamento de frisbee” que fiz e que agora alguém relançou de volta para mim, com o mesmo propósito: estudar inglês.

Fico me questionando: o que tenho lançado nessa vida, frisbees ou bumerangues?

Penso que sempre devemos lançar frisbees, pois é tão bom ver a alegria da pessoa recebendo esse lançamento; que não interessa se ela vai lançar de volta para você ou para outra pessoa, o importante foi eu ter lançando, o que ele vai fazer com o frisbee que lancei não é problema meu, não tenho mais que me pré-ocupar com isto.

Agora penso que quando lançamos bumerangue, ficamos pré-ocupados em tê-lo de volta; ficamos ansiosos pelo seu retorno e com isso, deixamos de viver a vida, de aproveitar o dia, aproveitar os momentos, pois estamos na expectativa de receber de volta algo, assim, corremos o risco de ficarmos frustrados, pois não temos a garantia se esse bumerangue vai ou não voltar, pois ele pode atingir uma árvore pelo caminho ou mesmo um fio, poste ou qualquer coisa que o impeça de voltar.

A bíblia nos ensina a lançarmos frisbees e não bumerangues, quando ela diz “não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita”… Acredito que esteja nos mostrando que não precisamos falar pra ninguém o que estamos fazendo de bom e nem esperar tapinhas nas costas pelo feito, mas devemos nos alegrar com a oportunidade que temos em ajudar. Também tem escrito que é melhor dar do que receber, isto é, melhor lançar frisbees que receber bumerangues.

Oro para sejamos experts em lançarmos frisbees e meros expectadores dos lançadores de bumerangues.

Joberson Lopes 23 de janeiro de 2012

A leitura abre caminhos inesperados!

Um pensamento sobre “Frisbee ou Bumerangue?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s