Viagem à Tanzânia- Parte 1- Confiança


Viagem à Tanzânia- Parte 1- Confiança
Quero compartilhar com vocês os primeiros momentos da nossa viagem para a cidade de Morogoro na Tanzânia-África.
Saímos de São Paulo as 19h30min no voo da empresa aérea South African rumo a África do Sul num voo de 8 horas de viagem e em outro voo da África do sul para Dar es Salaam na Tanzânia, de mais 4 horas; Depois prosseguimos de taxi ate o centro da cidade para a rodoviária central e de lá, viemos de ônibus ate nosso destino final, Jocum-Morogoro, mais 5 horas de intenso calor e muito transito. Nesses voos nós tivemos varias experiências umas boas e outra nem tanto, mas vou relatar um das minhas experiências e em alguma oportunidade a Ellyda compartilha as dela.
Eu louvo a Deus pela vida de um missionário brasileiro que está morando aqui e foi nos buscar no aeroporto, Paulo Brito. Se nós tivéssemos que fazer esse trajeto do aeroporto para a cidade Morogoro sem ele, seria 10 vezes pior.
 Eu nunca tive medo de viajar de avião, mas nunca tinha viajado para fora do país em uma distancia tamanha como essa; Mas nessa viagem eu tive o pior dos sentimentos que, acredito eu, um ser humano possa ter: Medo de Morrer.
Eu tenho uma tia que nasceu morta, que conto uma historia que ela estava em um voo e o avião começou a ter problemas e todos estavam em pânico e com medo dentro do avião, mas tinha uma criança sentada ao lado dela sozinha, sem os pais, e brincando em quanto todos os adultos estavam temerosos do avião cair, mas a criança continuou brincando e sorrindo com seu joguinho sem esboçar nenhum medo e isso intrigou muito essa minha tia que nasceu morta, e ela perguntou para a criança: Garoto todos nós estamos em pânico e com medo desse avião cair, mas você é o único que está brincando e sorrindo; Você não tem medo de morrer ? Por que não está preocupado também como nós? O garoto respondeu: Eu não tenho medo porque é meu Pai quem está pilotando este avião.
Essa pequena historia relata um fato interessante e ao mesmo tempo integrante e mais tarde volto a falar nela, agora vou falar sobre minha experiência no voo do Brasil para a África do Sul.
Estava indo tudo bem, comendo boa comida, assistindo tv, lendo, entre outras coisas, quando de repente nós entramos numa turbulência tamanha, que pensei que o avião iria parar dentro daquele imenso mar negro abaixo de nós a qualquer momento.
Eu nunca tive tanto medo de morrer como naquele momento. Eu nunca orei tanto e com tanta ênfase como naqueles 3 horas desse voo. E o mais incrível foi que não adiantou nada a oração, o avião continuo em turbulência e eu continue com muito medo do avião cair e eu morrer e enquanto isso a Ellyda dormia como um anjo ao meu lado, ela apenas despertou um pouco com uns solavancos do avião e fez um comentário: Esses quebra-molas não são muito bons e voltou a dormir!!.
Naqueles momentos de turbulência eu busquei ter fé que todas as coisas estavam nas mãos de Deus e que se era o plano dEle nós levar naquele momento, eu estaria preparado para ir, mas eu só conseguia falar isso em oração no meu pensamento porque no meu coração, eu queria está era chorando aos berros e dizendo para Ele: Pai não me deixe morrer, eu não quero morrer agora…
Depois de varias horas de orações falsas pedindo por clemencia de Deus, ou outras horas falando que ele poderia fazer a vontade dEle comigo, eu não consegui mais manter a pose de durão perante Deus e então descarreguei nEle: O Senhor fez tantos milagres para eu e Ellyda chegar ate a África e agora nos iremos morrer nesse mar ? Por que isso está acontecendo? O Senhor quis nos enviar para missões transculturais apenas para morrermos? Deus me ajude a compreender tudo isso…
Quando comecei esses questionamentos a Deus, Ele me trouxe a memoria aquilo que poderia me dar esperança, me fez lembrar das promessas que tinham me feito, me fez lembrar da oração do meu pastor no culto de envio na Jocum –DF e essas lembranças muito me alegraram, mas ao mesmo tempo, muito me envergonhei perante Deus, pois vi que não consegui confiar em Deus no momento em que Ele mais provou que me amava, no momento do milagre da viagem ao qual tanto sonhamos, tanto divulgamos, tanto oramos…
Eu me senti uma pessoa tão sem fé em Deus como Pai, não consegui senti a paternidade de um Deus-Pai, não consegui enxergar naquela situação, onde estava o meu discurso de crente, onde foi parar toda minha pregação aos não cristão, de confiança em Deus.
Eu não consegui ser como a criança da ilustração que fiz acima, dentro do avião pilotado por seu pai, mas eu apenas fui mais um passageiro adulto, eu apenas me tornei novamente bastardo da paternidade de Deus pela falta da confiança nEle.
Nesse momento eu perdi o medo de morrer, mas ganhei a vergonha de viver sem confiar no meu Pai… Quando percebi isso, orei novamente a Deus, e pedi perdão pela minha falta de fé nEle, minha falta de confiança no cuidado dele comigo com filho que sou, pedi perdão por não compreender o Amou de uma Tal Maneira que deu seu filho… Pedi perdão por não confiar que Ele já tinha me amado antes mesmo de eu viver, me tornando filho dEle através de Jesus.
Depois dessa oração, eu senti o perdão de Deus e senti o seu conforto em mim, senti ele me passando a mão pela minha cabeça como um pai faz com um filho, esquecendo de mais uma mal criação que eu tinha feito, e me amou.
Agora aqui escrevendo esse texto para compartilhar com vocês meus irmãos, estou a chorar e muito sozinho, pois aqui são agora 2 horas da madrugada, e esse amor de meu Pai-Deus muito me constrange, então quero te encorajar a está confiando plenamente em Deus como Pai-Piloto da sua vida, não seja um adulto passageiro dessa aero-vida, mas seja um filho confiante que, ainda que a turbulência esteja tamanha lá fora e que todos ao seu redor estão em pânico devido a isso, mesmo assim você sabe em quem confiar você conhece o Pai que têm, você confia na habilidade de seu Deus-Pai em conduzir vidas!!
Depois de todos esses acontecimentos, eu nem preciso dizer que o restante da viagem foi uma maravilha de Deus-Pai em minha vida.
Vou para por aqui e tentar voltar a dormir, pois amanha tenho muita coisa para fazer e conhecer aqui na Tanzânia. Na semana que vem, vou compartilhando as outras experiência para vocês irem conosco nessa viagem.
Que o Espirito Santo de Deus que habita em você, continue falando e te dando confiança nesse Deus-Pai presente em sua vida!
A paz do Senhor Jesus Cristo seja o vosso arbitro.
Joberson Lopes, Morogoro, Tanzânia- África 08 de julho de 11.

5 pensamentos sobre “Viagem à Tanzânia- Parte 1- Confiança

  1. UMA REFLEXÃO SOBRE MISSÕES. 10/07.2011
    O desafio de ser um missionário.
    Estava passando por um difícil momento em meu ministério quando encontrei este texto, depois que li me senti revigorado, com certeza Deus falou ao meu coração naquele dia, e espero que hoje fale com você.

    Parece que umas das palavras mais faladas em missões é DESAFIO!
    São inúmeros e reais os desafios que realmente encontramos, e um deles, quem sabe o maior é ser um missionário.
    Dizer sim a Deus, colocando sua vida para servir em outra cultura requer grandes renúncias, horas de preparo e estudo, um preço a pagar, que talvez a Igreja por maior amor, zelo, paixão que tenha por missões não consegue avaliar.
    Pode ser muito frustrante para o missionário esforçar-se tanto e não se sentir valorizado como gostaria de ser.
    Quando ele chega ou está servindo em outra cultura, o povo nativo não entende a grandeza de seu ministério, as grandes renúncias que este missionário fez para servir entre eles. Em alguns lugares ele poderá ser visto pelos locais como profissional ou apenas como um aproveitador, e isto pode doer muito.
    Quando os resultados não vêm logo, ou não vem como o missionário gostaria e ainda ás vezes somando a tudo isto, ele recebe cobranças injustas, sofre com o sofrimento ou a falta de envolvimento da família, e o diabo pode aproveitar isto tudo, para dizer. Nada do que você faz adianta. Você está no lugar errado! Mentira do diabo! Porque aquele que foi chamado e enviado por Deus, no tempo Dele, jamais está na hora ou no lugar errado!
    Quando vamos ao médico fazer uma consulta, não pensamos nas inúmeras horas de estudo e cansaço, nas muitas vigílias e sacrifícios que ele fez para estar ali, nos atendendo. Tudo o que queremos é ser bem atendidos e usufruir seus conhecimentos.
    Os missionários também passam por algo semelhante, então, podemos concluir que para atender a chamada missionária, além de tudo que já mencionamos e o que não mencionamos, o missionário tem que estar ciente de que aquele que é chamado por Deus para servir, para doar-se por inteiro, sem esperar recompensas terrenas que podem vir ou não.
    Quantos obreiros missionários fizeram um trabalho glorioso com amor e renúncia, e permaneceram anônimos, sem terem sua biografia publicada, contudo, esta mesma biografia está bem escrita no céu, e o justo juiz saberá recompensar cada missionário por seu labor.
    E na terra o Senhor já concede entre outras três alegrias ao missionário: a alegria de servir ao mestre; a alegria de estar desenvolvendo a alma; a alegria de ver vidas transformadas pelo Senhor.
    Então você que recebeu uma chamada missionária tenha coragem para dizer: ”Eis-me aqui”, e você que já está no campo resista e enfrente o grande desafio de ser um missionário de Cristo. Seja vitorioso e lembre-se das palavras do amado Mestre: “… o filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e dar a vida em resgate de muitos”. Mt 20:28.

    Curtir

  2. É engraçado pensar que você teria medo de uma turbulência…

    O melhor é que tudo e cada situação nos aproxima mais daquilo que DEUS é em nós e para nós!!!

    Abração de AMOR para vocÊs!!!

    ERCÍLIA

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s