TEMPO DE VIDA

   Hoje me dei conta que estou agora na “decida” da vida, eu já estou com 33 e meio, e segundo a bíblia, a media de vida é de 70 anos, e então seria 35 anos a metade, mas como estamos falando de media, acredito que já cheguei ao topo dessa subida, e agora estou me preparando para “decida”.
  Comecei a imaginar que o “relógio” de Deus para a minha vida, começou a contagem regressiva, não estou filosofando sobre a morte, mas pensando sobre a vida, sobre como vivi essa “subida” e de como tenho que viver essa “decida” agora.
  Quanto que aprendi nessa caminhada e quanto deixei de aprender? Será que vivi aquilo que Deus tinha reservado para esse tempo? Ou será que fui displicente pensando que sempre estaria na “subida”? 
   Bom, tantas questões que iram ficar sem resposta, mas sei que me levarão a viver essa parte da viagem chamada vida, de uma forma diferente; vou tentar olhar com mais cuidado para o por do sol, vou tentar estar mais atento ao cantar dos pássaros pela manha, vou gastar mais tempo conversando com quem me ama, pois o tempo passa tão rápido, que quando eu “abrir os olhos”, eu já não existirei mais.
   Não sei exatamente como me comportarei daqui para frente, mas acredito que já estarei andando em uma marcha um pouco mais lenta, em um ritmo menos acelerado, sem muita pressa de chegar, afinal de contas, a chegada será uma despedida, então melhor ir devagar.
   Nunca tinha parado para pensar em como perdi tempo com coisas que não são realmente importante, como ganhar dinheiro todo dia, como ir a igreja 4 vezes na semana, ou mesmo assistir muita televisão. Muitas vezes vivemos um ritmo de vida tão acelerado e já no “piloto automático”, que esquecemos quais os verdadeiros motivos que nos levaram aquela forma de vida.
   Eu fui uma pessoa de ir muitas vezes da semana a igreja, e o meu proposito inicial de ir varias vezes a igreja, era de adorar a Deus, conhecer mais de Deus, ter relacionamento com Deus, mas que com o passar do tempo, apareceu tantas reuniões para serem deliberados, tantos ensaios que tinham que ser feitos tantos acampamentos que precisavam ser elaborados, que perdi o sentido inicial de ir à igreja.
   Ir a igreja já tinha se tornado uma “obrigação” com as minhas obrigações adquiridas, adorar a Deus não era a primazia, ter relacionamento com Deus não era o proposito principal de está no templo. Como perdi tempo da minha vida com coisas que apareceram no meio do caminho, como me desvie do foco, por coisas tão banais.
   Hoje eu estou posso olhar para traz e tentar projetar no futuro uma forma de vida mais planejada dentro do proposito da vida eterna, dentro do proposito da vida que Deus preparou para que eu vivesse. Não posso viver daqui para frente, como se a vida fosse um eterno acaso, como se os únicos propósitos que tenho é ganhar dinheiro, ter fama, fazer sucesso e ser admirado; Não, isso não pode ser parte essencial do meu viver, isso não pode ser o objetivo da minha vida, eu tenho que tentar entender que sou feito para algo maior, fui criado para um plano superior, que mesmo que eu não entenda, tudo tem um significado.
   Vou viver olhando por cima, não com altivez de espirito sendo um orgulhoso, mas tentado não me ater às picuinhas da vida, vou tentar viver sem perceber o mal que estão querendo fazer a mim, vou tentar olhar para o objetivo planejado por Deus para minha vida, que é bem mais distante do que e estou hoje, e não apenas ficar olhando as circunstâncias ao meu redor.
   Vou viver como cantou o poeta Renato russo: “É preciso amar as pessoas, como se não houvesse o amanha, pois na verdade não há”. Vou tentar olhar mais para o motorista do ônibus do que para o itinerário, vou olhar no rosto do frentista do posto e não apenas na bomba de combustível, vou conversar com o porteiro e não apenas buzinar para que se abra o portão, vou sorrir para o acessorista e não apenas dizer: “Segundo andar”, vou amar as pessoas como se não houvesse amanha, pois o amanha pode não existir para minha vida.
   A vida é parte mais importante da existência, mas não a minha própria vida, mas das Pessoas, dos animais, das plantas. E hoje eu tenho que iniciar esse exercício de valorizar a vida, pois quando eu estiver no final da decida, não terei mais forças para tal feito e poderei esta mais uma vez como agora, olhando para traz e me questionando, só que com uma pequena diferença, não terei mais tempo de concertar nada.
   Essa é uma reflexão da minha Vida, mas pode ser usada para a sua que está lendo também.
Joberson Lopes                                                    Samambaia 04 de maio de 11

Um pensamento sobre “TEMPO DE VIDA

  1. Amado em Cristo, como é bom reconhecermos o favor imerecido que temos de Deus, realmente uma historia de vida com o discenimento do evangelho tem sempre um sabor de vitória, vitoria essa que se concretizara com a vinda do Salvador,nossas vidas precisam ser vividas sempre pensando em MARANATA.

    PAZ COM MUITA GRAÇA.

    Waldo de La Plata

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s