Marketeiros do Céu

Hoje estava observando uns carros na rua com propaganda de serviços, outros com propaganda de venda de equipamento eletrônicos, também vi alguns Outdoors com propaganda de apartamentos, outros com propaganda de artigos esportivos, vi ate propaganda de políticos fora de campanha eleitoral; Fiquei pensando como a indústria da propaganda e Marketing cresceu, como as pessoas estão dando mais credito em anúncios e entendendo mais que “quem não é visto não é lembrado”, (essa frase eu também vi em um Outdoor, rsrs ).

 Muitas pessoas são influenciadas pelas propagandas de televisões, de radio, de Outdoor e vejo como os marqueteiros são tao criativos e levam essa questão de influenciar as pessoas muito a serio e são criteriosos em sua arte, fico imaginando se nós como cristão, de um modo geral tivéssemos uma determinaçao de implantar o reino de Deus na terra como os marqueteiros tem em propagar seu produto, como estaria o entendimento das pessoas sobre Deus e seu Reino?


Se contratássemos alguns marqueteiros para fazer essa promoção do Reino de Deus na terra e buscássemos os mesmos dentro das igreja e também fora da igreja, qual deles iria conseguir atender melhor ao chamado de promover o Reino de Deus?


Se pensarmos de uma forma obvia e religiosa, com certeza os marqueteiros de dentro das igrejas seriam os ideais para isso, pois já conhecem os jargões evangélicos, já conhecem os horarios dos cultos, já estao bem relacionado com o povo cristão, ja teria facilidade em saber o que o povo evangelico queria ouvir, quais seriam as boas fotos para ser publicadas nos outdoors, teriam os melhores testemunhos para divulgarens nas radios, conheceriam os melhores oradores evangelicos, saberiam onde teriam os mais leitores e os mais ouvintes da igreja, enfim eles com certeza seriam os melhores em promover Deus  para um publico cristão/evangelico, mas creio que não teriam os mesmo resultados em promover o Reino de Deus.

Mas se formos para a biblia e buscar as propagandas sobre o reino de Deus e conhecermos seus marqueteiros, vamos ver que os mesmos, não são em nada parecidos com os marqueteiros atuais, eles nao teriam esse emprego hoje, pois quem divulgava o evangelho eram sempre pessoas que nao tem influencia na sociedade em que viviam, eram mulheres consideradas prostitutas e imundas, ou mesmo pescadores fedorentos, ou cobradores de impostos ou ate mesmo a icone do Cristianismo não conseguiria ser um bom marqueteiro dentro dos padrões atuais pois não era de boa aparencia e andava em más companhias, com pessoas de má fama e ainda comia com eles.

 Penso que esse povo que promoveu o Cristianimos no inicio da caminhada cristã, não entendia muito de marquete, pois contextualizando para os nossos dias, se eles vivessem no nosso tempo, não usariam vias impressas, talvez quem sabe nem a boa oratória eles recorreriam, pois o que os evangelhos nos informa é que eles caminhavam e conversavam com os pobres, aleijados, prostitutas, mendigos, moradores de rua, pobres e geralmente os pobres não são os alvos dos publicitários nos dias atuais, com exceção dos publicitarios das casas Bahias.

Os publicitários que não são de dentro das igrejas, talvez teriam maior sucesso em promover o Reino de Deus, pois provavelmente estudariam a vida  dos primeiros que pregavam sobre o reino de Deus, e não apenas ouviriam  os ensinamentos sem questiona-los; e se esses publicitários fossem Espíritas, com certeza seriam os melhores em divulgar o Reino de Deus, pois dentro do Reino existe uma coisa bem próxima deles, que é a atitude para com o próximo.
Me pego olhando para o Evangelho que está sendo pregado nas igrejas e como está sendo vivido na vida dos irmãos, e vejo que não tem nada em comum, pregam uma coisa, e vivem outra, mas tem alguns que já atentaram para esse erro, e estao mudando o discurso para que o mesmo fique de acordo como vivem.

Conhecer e praticar o evangelho do Reino gasta tempo, habilidades, dinheiro, disposição e isso não está incluido no bojo do discurso de muitas igrejas, essa parte de “Tomar a sua Cruz  e seguir”, nao entra nos sermões de domingo a muito tempo, porque isso requer renuncias de direitos, anulações do eu e pode causar um esvaziamento dos crentes imediatístas, dos amantes de sí mesmo, dos crentes hedonistas, essa parte do texto sagrado nao entra no sermão, pois isso pode acabar com a “igreja do senhor”, pode colocar para fora os donos da igreja, os dependentes emocinamente, os crentes fracos em fé no material.

Viver o evangelho do Reino não é apenas está interessado na alma do ser humano, pois Deus fez alma, corpo e espírito e do jeito que essa alma/espírito precisa de um céu, esse corpo precisa de comida, moradia digna, trabalho, vestuário, estudo, espaço na sociedade, viagens, turismo, respeito, dignidade, lazer,familia,etc. Pregar o evangelho  do Reino é investir no social, é agir de uma forma pratica para os menos favorecidos, é agir em favor dos marginalizados, é pleitear a causa das viuvas, dos idosos, dos índios, dos negros, dos brancos, dos estrangeiros, das mulheres, dos desabrigados, é levar as Boas Novas aos  ricos que nunca ouviram falar de Jesus, é se expor ao ridículo em um carnaval de rua fazendo teatro e peças em prou de pessoas que você nunca viu na vida, é ser militante em sindicato que tem propostas para o bem comum, é tentar agir de acordo com o seu discurso do Evangelho, e fazendo assim, talvez ficará mais fácil falar da salvação, ficará fácil  as pessoas entenderem o Amor de Deus ou Deus-amor que nós tanto pregamos.

Que um dia nós entendamos como promover o Evangelho do Reino de uma forma completa para podermos sermos bons marqueteiros e nao precisarmos terceirizar esse serviço. 

Joberson Lopes,      Samambaia 05 de março de 2011

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s