Seria Jesus Cristo Subversivo-Radical?

Ontem estava ouvindo a CBN, uma radio que toca noticias, e os radialistas estavam falando de como uma torcida organizada tem um poder de manipular alguns dirigentes de clubes de futebol brasileiros, eles comentavam a saída do grande ídolo Zico, do Flamengo porque a torcida organizada fanática não queria mais ele por lá, pois achavam que ele estava acabando com o time. É impressionante como o radicalismo de alguns sobressai em detrimento da maioria, pois aquela era uma torcida organizada, mas não necessariamente toda a torcida do flamengo.

Ser radical é sempre ser rejeitado pela maioria da sociedade, justamente por sua imposição, sua intolerância, sua forma de fazer acontecer… Uma pessoa quando é um radical se torna um fanático, muitas vezes, um irresponsável, um desequilibrado, um exagerado a ponto de as pessoas os rejeitarem, os menosprezarem; Ouvimos historias de radicalismo religioso pelos mulçumanos que nos deixa com medo, angustiados em simplesmente pensar de morar ao lado de um, pois não sabemos a que horas ele vai “estourar” rsrs.

O radicalismo vem sendo banido do meio da sociedade pelos tidos como “paz e amor” sempre quando podem, mas na realidade talvez estejam tendo pouca tolerância com os intolerantes radicais, por pessoas “paz e amor, não seria isso uma intolerância revertida? Caso a se pensar!

Jesus contando uma parábola para os seus seguidores narrada no livro de Mateus no capitulo 13 e versículo 44, fala de um homem que achou um tesouro em um terreno escondido, e que transbordante de alegria, vendeu tudo quanto tinha para comprar esse terreno; Jesus fala essa parábola comparando-a ao Reino do céu. Eu estava meditando sobre esse texto, e fiquei a me perguntar o quando esse homem não estava sendo radical em vender tudo o que tinha adquirido na vida, para comprar um terreno onde teria um tesouro, fiquei imaginando se esse homem não estaria sendo radical de mais?

Para muitos pode ser bobagem a analise desse texto, pois não convêm analisar isso, mas eu penso que para Jesus Cristo, radicalismo era uma forma profunda de expressar amor por Ele e pelas coisas dita celestes, pois em diversas palavras dEle, Ele diz que quem não for radical intolerante, não é digno dele, pois para mim, quem esquece pai, mãe, irmãos, amigos é uma pessoa radical de mais. Uma pessoa em sã consciência nunca vai vender a “big” casa que têm, o lindo carro, ou mesmo vai deixar o seu cargo ou emprego para seguir simplesmente um chamado de Jesus Cristo, não creio que isso possa acontecer a uma pessoa “paz e amor” da sociedade, penso que eles não teriam coragem para deixar de lado pai, mãe, irmãos, amigos, vizinhos, para simplesmente seguir a Cristo.

Renunciar conforto, palcos, holofotes, glamour, aplausos, prazeres não é para uma pessoa dita normal, creio que isso tem que ser para os torcedores organizados, os mulçumanos radicais, para os intolerantes religiosos, para os loucos!

O apóstolo Paulo, foi um grande exemplo de intolerante religioso, um perseguidor da igreja, um homem sem misericórdia, um homem covarde em algumas atitudes para com os cristãos, mas foi um homem que Jesus conseguiu ver nele um dos melhores discípulos que ele poderia ter, conseguiu ver nele um homem de atitude, que não temia a opinião publica sobre as suas atitudes fora do sistema, uma pessoa que não iria retroceder quando os seus “amigos” achassem que ele seria um louco em largar toda autoridade que tinha para ser simplesmente um discípulo de Jesus Cristo, talvez ele não tivesse sido derrubado do cavalo se não fosse um intolerante, um Radical.

É de se parar e pensar ate que ponto tem que manter um equilíbrio, que sei que é saudável na vida material, mas que em determinados momentos, concernentes a vida celestial, se ainda seria viável mantermos esse equilíbrio, se não seria loucura sermos equilibrados? Para muitos a vida acaba com a morte, e para esses seria realmente loucura viver uma vida desequilibrada, mas para outros e para mim, a vida inicia com a morte, e por isso o correto seria pensar em tomar atitudes radicais aqui, para não sermos tido como tímidos lá.

“Não pensem que eu vim trazer paz ao mundo. Não vim trazer a paz, mas a espada.
Eu vim para pôr os filhos contra os pais, as filhas contra as mães e as noras contra as sogras.E assim os piores inimigos de uma pessoa serão os seus próprios parentes.
Quem ama o seu pai ou a sua mãe mais do que ama a mim não merece ser meu seguidor. Quem ama o seu filho ou a sua filha mais do que ama a mim não merece ser meu seguidor”. Mt. 10:34-37

Seria Jesus Cristo um Subversivo? Caso a se pensar!

Joberson Lopes, Samambaia 18 de outubro de 2010

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s