Evolução familiar

Por que uma mãe joga seu filho em uma lagoa dentro de uma sacola após nascer ou por que um pai joga sua filha pela janela do apartamento? 

Por que um pedreiro mata tantos jovens e depois se mata? Por que tantas atrocidades? Será qual é o sentimento de pessoas com essa capacidade tão maldosa? 
Por que temos tantos abusos sexuais nas famílias, igrejas, comunidades? Por que tantos filhos crescem sem pai? Por que tanto aborto entre as jovens? 
Por que tantas separações entre os casais? Será que estes questionamentos são fruto da evolução da sociedade, da “evolução” da família? 
Hoje estamos no mundo das evoluções, de novas tecnologias, de carros elétricos, dos ebooks, dos Ipads entre outros. 
As famílias também estão se evoluindo junto com os eletroeletrônicos; estamos tendo uma “evolução” familiar na sociedade atual, os padrões de família como um grupo, está se desintegrando, está ficando cada vez menor o grupo familiar. 
O padrão de família antigo composto por pai, mãe, filhos e filhas estão ultrapassados, a moda agora são famílias com mãe e filho, ou filho e pai, ou só filho, ou pai e pai, ou mãe e mãe, ou família sem filhos e isso sem falar dos casais que moram separados, cada um no seu quadrado. 
Seria isso um modelo melhor para nossa sociedade? Será que o que tivemos ate algum tempo atrás, não tem mais valor, ficou ultrapassado como os fuscas, como videocassete? 
Mães estão escolhendo por produção independente de seus filhos em clinicas de reprodução humana, mas será que seus filhos escolheriam nascer sem Pai?
Eu como cristão penso que essa “evolução familiar” não está nos planos do Criador, e como um cidadão tenho a opinião que os questionamentos feitos nesse texto, tenha suas respostas na “evolução familiar”, ou na falta da família na sociedade como antes. 
Se um pai está criando sua filha ao lado da mãe, penso que seria remota a chance desse pai jogar sua filha pela janela do apartamento, ou se pai e mãe resolvessem encarar suas diferenças conjugais de frente ao invés de se separar, provavelmente, seu filho não sofresse abuso sexual ou crescesse com um déficit de masculinidade que poderia o levar a homossexualidade. 
Também creio que se os casais de namorados assumissem juntos a responsabilidade pelos seus atos praticados no motel, talvez não tivesse noticia de filho sendo jogado dentro de lagoas em sacolas plásticas como um lixo sem valor ou também não teríamos tantas clinicas abortivas.
O papel da família funcional é fundamental na sociedade e é de vital importância para o futuro da humanidade, visto que esse modelo “antigo” de família, mesmo com todos os problemas, funcionou melhor que o modelo atual.
Eu creio que devemos pensar como queremos que sejam as próximas gerações, se como o modelo antigo ou como o modelo que muitos estão ditando agora? 
Qual modelo você quer que seu filho siga? Será melhor para seus filhos crescerem no individualismo, sem pais presentes? Sem referencial algum? 

Joberson Lopes Samambaia – DF 08 de agosto de 10

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s