Qual a estratégia certa?

Qual a estratégia certa?

Estava conversando com um amigo da igreja, qual seria a forma que poderíamos fazer no meio cristão-evangelico, para podermos ser diferentes em relação às igrejas-comercio que já existem, as igrejas-circo que estão por ai, qual seria o nosso diferencial para falarmos do amor de Jesus pela humanidade, sem nos sujarmos com alguns sistemas eclesiásticos errados que vemos hoje, onde poderíamos fazer essa diferença e qual seria essa nossa estratégia?
Eu dei uma resposta ao meu amigo, que ele logo concordou de certa forma, que nós hoje temos apenas que pregar o evangelho da forma mais simples que pudermos achar, que as nossas estratégias sejam as mais “simplórias” possíveis, pois do contrario, estaríamos incorrendo no mesmo erro das demais igrejas, isto é, o meio tem mais valor que o fim, as estratégias estão sendo mais importante que o alvo, o “Pregar” o evangelho está sendo mais importante do que o Jesus do evangelho, o informar tomou lugar de quem estamos informamos.
Eu acredito muito em estratégias para chegar ate as pessoas e podermos iniciar um relacionamento, eu ate uso muito de estratégias em minha caminhada Cristã para iniciar um bate-papo e falarmos de Jesus quando estamos em “Campo” evangelizando, quando estamos nos presídios, nas rodoviárias, nos bares, nos hospitais, mas dentro das igrejas, acho que não precisamos mais de teatros para atrair a atenção das pessoas, não precisamos mais de show gospel para ter a casa lotada, não precisamos de excelentes oradores com retóricas da melhores possíveis e com objetivos diversos; as pessoas não vão às igrejas apenas para ouvir o quanto prospero o senhor te tornou, o quando de dinheiro o senhor te deu nesse mês nos negócios, o que as pessoas com “corações despedaçados e quebrantados” estão buscando quando vão às igrejas, é ouvir os singelos acontecimentos do Evangelho, ouvir sobre a vida de um homem, que como nós, foi tentando, teve fome, teve sede, sentiu sono, sorriu, chorou, abraçou, brigou, conversou, ensinou e mostrou que mesmos tendo esses atributos humanos não pecou, não quis o lugar de Deus e apenas serviu a humanidade mesmo sendo Rei; Essas verdades do evangelho é que muitos de nós queremos ouvir, queremos aprender para termos relacionamento com um Deus que podemos chama-Lo de Abba, de Papai, que mesmo sendo falhos como somos, sendo cheios de pensamentos que ate nos mesmos temos vergonhas de contar para alguém, ainda assim, esse Deus quer ter relacionamentos com esses tipos de pessoas.
Creio do mais profundo da minha alma, que é apenas sobre esse Jesus e esse Deus-Pai, que as pessoas estão buscando quando vão a reuniões de cunho religioso, em um culto, isso é o único e suficiente resultado que eles estão buscando, está é a única resposta e está é a proposta melhor que podemos oferecer a quem vai as igreja: que é está próximo de um Pai criador, grandioso, dono do mundo, mas também um amigo e conselheiro de um pecador, é desse Deus que estamos buscando em nossas igrejas e templos, não precisamos mais dos holofotes quando chegamos La dentro, pelo contrario queremos mesmo é o anonimato, para que esse AMOR pessoal que chamamos Deus, seja o ilustre da noite, que nEle esteja todos os olhos ali dentro, a cena é dEle, ali Ele é o Ator principal, ali Ele é o que nós precisamos.Que possamos entender que para levarmos as pessoas a conhecer esse amor tão inexplicável por nós, que chamamos Deus, não precisamos de muitas estratégias, apenas precisamos olhar para Ele e Ele ira se revelar para nós, da forma que Ele achar melhor.

Joberson Lopes, samambaia 6 de agosto de 2010

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s