O sentido da vida


Para que nascemos? Perguntou o menino para o pai; o Pai responde: para vivermos é claro filho. O filho responde: mas para que viver pai? O pai pensa e não responde, ri e finge que aquilo é uma bobeira de criança…

Mas para que vivemos? Nos apenas nascemos para viver e morrer? Será que não tem nenhum propósito a mais que uma simples vivencia?

O carro foi fabricado com o propósito de nos proporcionar o conforto de não precisarmos andar a pé e também chegarmos mais rápido aos locais desejados, alem de outras coisas. As casas são construídas com um propósito de abrigar as famílias para não dormirem no sereno, não levarem chuva e sol na cabeça o tempo todo. A nossa roupa tem o propósito de esconder nosso corpo de alguma forma e de nos deixarmos “mais” bonitos. A geladeira tem a prerrogativa de fazer gelo, e conservar as comidas por algum tempo e por ai vai.

Vemos que as coisas criadas na terra têm um propósito, tem uma prerrogativa, tem um objetivo, mas porque a vida só Server para viver e nada mais?

Será que fomos criados para crescer e aprender algumas coisas e morrer? Será que nosso propósito seja fazer uma faculdade e depois um mestrado e depois Ph.D e depois morremos?

Ou será que o nosso objetivo seja aprender a ser critico da vida, dos livros, das musicas, ou será que temos que ser religiosos e gastar nosso tempo em igrejas aos domingos ouvindo sermões bonitos e depois irmos para casa comer e dormir??? Quantos questionamentos temos nessa caminhada chamada Vida, será que conseguiremos resposta para alguns desses questionamentos, ou será que não fomos criado para questionar, só apenas obedecer? Será que temos que ficar adorando a Deus o tempo todo como os anjos dizendo “Santo,santo,santo,santo,etc.”? Qual o propósito da vida?

Creio que se tudo que é feito tem um determinado objetivo, quando se chega nesse objetivo, deve se sentir completo. E seguindo essa linha de raciocínio, então posso acreditar que o sentindo da vida do ser humano, não é somente adorar a Deus em todo tempo, ou estudar ate os mais últimos graus do estudo, ou mesmo viver sem fazer nada o dia todo, pois sempre temos pessoas descontentes em todos esses lugares e atividades citadas; Ninguém nunca está satisfeito com o que tem ou com o que é ou com o que se formou. Será porque isso?

Eu penso que a vida do ser humano tem um sentindo, só não sei qual é, mas tenho uma grande impressão que esse sentido da vida humana, é ajudar outras pessoas nos seus questionamentos, dificuldades, nas suas lutas diárias, pois eu não sei o sentido ao certo da minha vida, mas quando estou aconselhando alguém, sempre consigo apontar um “rumo” para essa vida que estou aconselhando, ou estou ajudando, mas para minha própria vida, eu não sei ao certo qual é esse “rumo” a seguir.

Certo ou não do sentido da vida, o mais próximo que eu encontrei desse “sentido”, pois quando faço fico completo, foi ajudar ao meu próximo, então vou continuar ajudando ao meu próximo naquilo que eu puder e quem sabe o ajudo a encontrar um sentindo para vida dele, e quem sabe eu encontre alguém para me ajudar a encontra o meu “rumo”, o meu sentido da vida.

Joberson Lopes Samambaia- DF 12 de julho de 10

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s